Crédito: Prefeitura de Itabira

Os novos conselheiros tutelares de Itabira, gestão 2024-2027: Mayra Amélia Assis Ferreira Portilho, Gabriella Fideles da Silva, Marconi Fernando do Carmo, Lelis Maria de Souza Santos, e Bárbara Silva Fonseca, eleitos no ano passado pela população, foram oficialmente empossados e diplomados dia dez de janeiro, no auditório da Casa da Cidadania “Margarida Silva Costa”. Depois de treinamento, os novos membros já começaram a trabalhar nas suas funções de proteção a infância e a juventude.

Foto: Arquivo

A gestão marca recorde de votação, 4650 eleitores foram as urnas, para eleger o colegiado de cinco titulares, além do mesmo número de suplentes. Responsável por atender crianças e adolescentes e tomar medidas, conforme prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), o Conselho Tutelar é importante instrumento na rede de proteção à criança e do adolescente. O Conselho Tutelar é subsidiado mantido pela Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), e fiscalizado pelo Conselho dos Direitos da Criança e do Adolescente.

Crédito: Prefeitura de Itabira

“O papel do Conselho Tutelar é salvar vidas, se ele não tiver um acolhimento adequado, o futuro pode ser comprometido. Temos que ficar atentos e trabalhar de forma integrada. Meu governo tem feito isso, cuidar das pessoas, os mais vulneráveis”, destacou Marco Antônio Lage. “Nós sabemos o quanto foi desafiadora essa eleição, e mais desafiador ainda é o que nos espera daqui pra frente. Estamos felizes com a infância protegida, e o Conselho Tutelar, um lugar de apoio real”, afirmou Mayra Portilho, a conselheira mais votada.

Reportagem: Euclides Éder

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Solverwp- WordPress Theme and Plugin