Foi lançada a implantação do programa “Itabira Segura e Conectada” com câmeras modernas usando Inteligência Artificial (AI), pontos de acesso gratuito à internet banda larga, e central para monitoramento de segurança em funcionamento 24h/dia. O evento ocorreu nesta quarta-feira (3) no Paço Municipal JK, em anexo ao prédio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS). Este será o maior investimento feito no segmento. Nesta primeira fase, 134 câmeras estão sendo instaladas pelos bairros e distritos.

Foto: Filipe Augusto/Ascom PMI

Além da segurança e do acesso à rede mundial, o “Itabira Segura e Conectada” também atuará como importante ferramenta de proteção de dados, suportado por novo sistema de servidor que acompanha a tecnologia instalada. No programa, serão mais de 300 câmeras espalhadas pelo município, incluindo nos órgãos públicos. Outro ponto importante é a capacidade de leitura de placas veiculares das câmeras que estarão em pontos estratégicos, sobretudo em entradas e saídas do município, e reconhecimento facial.

Serão também 50 pontos de wi-fi nas praças, pontos de embarque e desembarque de passageiros do transporte coletivo, além de áreas usadas para integração social. Haverá ainda dez totens de emergência com acionamento por botoeira. As imagens, inclusive com compartilhamento de comunicação sonora terão acompanhadas em tempo real, através do Centro de Inteligência e Tecnologia, com suporte das forças de segurança, com acesso instantâneo ao monitoramento para atuação pontual.

Major Rodrigo Ferreira. Foto: Filipe Augusto/Ascom PMI

O “Itabira Segura e Conectada” nasceu do conceito “Cidades Inteligentes”, com tecnologia semelhante a adotada em outros municípios, especialmente em Aparecida de Goiânia (GO), considerada referência nesse tipo de tecnologia. A cidade recebeu comitiva composta pelo prefeito Marco Antônio Lage e pelo secretário municipal de Administração, Gabriel Quintão, em outubro de 2022. O lançamento foi acompanhado pelo delegado Paulo Campos, e o major Rodrigo Ferreira, que celebraram a iniciativa.

“Era uma das cidades mais violentas do estado e que reduziu significativamente os índices de criminalidade. E ali a gente viu algo que poderia ser reproduzido em Itabira. Hoje, depois de muito trabalho, a gente pode celebrar o início deste programa construído a várias mãos,” disse Gabriel Quintão. “O combate à criminalidade se faz com ações de prevenção e de repressão. E hoje não há que se pensar nessas atuações sem um sistema tecnológico de monitoramento,” avaliou major Rodrigo, em nome da Polícia Militar.

Delegado Paulo Campos. Foto: Filipe Augusto/Ascom PMI

“O programa vem também para integrar as forças de segurança e isso é um acréscimo fundamental para Itabira”, afirmou o delegado Paulo Campos, porta-voz da Polícia Civil. “Para quem está 24h nas ruas, combatendo a criminalidade, este é um auxílio importantíssimo. A cidade só tem a ganhar”, completou o major Rodrigo, subcomandante do 26º Batalhão. “Estudamos as melhores tecnologias, buscamos os melhores equipamentos e as pessoas que mais entendem do assunto,” destacou o prefeito Marco Antônio Lage.

“Já aumentamos os repasses para as polícias, contribuímos com a digitalização da rede de rádio. Agora é mais um passo, entregar para Itabira o que há de mais moderno em vigilância e monitoramento. É bom para o cidadão que se sente mais seguro; para o empresário que terá a proteção da sua loja ou de qualquer outro negócio; para a polícia, na hora de investigar ou de dar a resposta; e para a cidade como um todo, que será um ambiente mais atrativo para qualquer investidor”, acrescentou o prefeito.

Reportagem: Euclides Éder

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Solverwp- WordPress Theme and Plugin