Crédito: Polícia Civil de Itabira

Levado em prisão preventiva

No dia 13 de março, uma mulher foi abordada durante sua caminhada matinal em direção ao bairro Amazonas, próximo ao São Bento. Um desconhecido a dominou pelo braço, e a levou até um beco na rua Porto Velho, da comunidade. No local, o suspeito tomou seu smartphone e a forçou, sob ameaça de morte, a desbloqueá-lo e realizar várias transferências via Pix, além de empréstimos pessoais, para a conta pessoal do suspeito, e da mãe dele.

A vítima foi obrigada a contratar um empréstimo de R$ mil 3,4 e a fazer três transferências na modalidade Pix, para a conta do suspeito, duas vezes no valor de R$ mil, e o terceiro de R$ 940, em beneficio também de uma terceira pessoa, supostamente a mãe dele. O suspeito forçou a vítima a fazer outra transferência instantânea em conta digital na função crédito, no valor de quase R$ mil 1,073 para outra conta dele.

Após as transações, o suspeito devolveu o celular à vítima, ordenou que virasse as costas e fosse embora imediatamente, sem olhar para trás. Ao ser ouvida pela Polícia Civil, a vítima acrescentou que o investigado a obrigou a ficar com ele, enquanto fazia as transações, por quarenta e cinco minutos. Em procedimento de reconhecimento fotográfico, a vítima reconheceu sem sombra de dúvidas o investigado como o responsável pelos crimes.

Reportagem: Euclides Éder

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Solverwp- WordPress Theme and Plugin