Foto: Reprodução Sympla

Itabira vai sediar o VII Fórum Mineiro de Cidades Inteligentes e Sustentáveis, na próxima terça-feira (25). O evento faz parte de uma série de encontros realizados no Estado para promover conhecimento e divulgação de boas práticas, além de promover o diálogo entre especialistas do setor e gestores públicos. O encontro será na inspetoria do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-MG), entre 13h30 e 19h30. Para participar, os interessados devem se inscrever clicando aqui. O procedimento é gratuito.

Itabira recebe o Fórum Mineiro de Cidades Inteligentes e Sustentáveis . Foto: Arquivo

O evento é realizado pela Rede Mineira de Cidades Inteligentes e Sustentáveis, e pelo Crea-MG. Na programação, palestras e painéis  voltados para a promoção da sociedade mais inteligente e conectada. O Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) vai apresentar o tema “Fontes de Financiamento”; Caixa Econômica Federal (CEF) e Banco do Brasil abordarão “Cases de Academia e Iniciativa Privada”. A Universidade Federal de Itajubá (Unifei) irá mostrar cases de sucesso no conceito “cidades inteligentes”.

Itabira escolhida pela Rede Mineira de Cidades Inteligentes e Sustentáveis. Foto: Arquivo

Desde 2019, a temática já é discutida pelo Crea-MG. E está iniciativa visa impulsionar as melhores práticas de vanguarda. “A partir dessas discussões, pensamos nesse conceito da Rede Mineira, cujo propósito central é conectar instituições públicas e privadas, para alavancar o setor. Temos ainda o propósito de elaborar estudos técnicos, fomentar políticas públicas, e incentivar formação e qualificação nas Prefeituras”, detalhou o idealizador da Rede Mineira de Cidades Inteligentes e Sustentáveis, o engenheiro eletricista Igor Braga.

Inspetoria do Crea-MG em Itabira. Foto: Arquivo

Para o presidente do Crea-MG, engenheiro civil e de segurança do trabalho Marcos Venícius Gervásio, é importante o colegiado ser parte do projeto, que envolve a participação de profissionais do Sistema Confea/Crea. “Eles são fundamentais para o avanço das aplicações e soluções efetivas para as cidades inteligentes e sustentáveis. São os engenheiros que estarão à frente promovendo a inovação, otimizando o uso de recursos e contribuindo para um futuro mais sustentável, inclusivo e próspero”, afirmou.

Reportagem: Euclides Éder

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.