Mais de 20 cidades do Rio Grande do Sul tiveram chuvas acima de 500 milímetros em maio. É o que mostra o Comunicado Agrometeorológico divulgado nesta terça-feira (18) pela Secretaria de Estado da Agricultura

 O documento afirma que essa foi a maior crise climática que o estado já viveu. Ao longo do mês passado, a maior parte do Rio Grande do Sul registrou precipitações acima de 300 milímetros.

 O recorde ficou com o município de Veranópolis, na Serra Gaúcha, a 170 quilômetros de Porto Alegre. Na cidade foram 951 milímetros em maio. Sete vezes mais que o normal para o mês. Na sequência estão Caxias do Sul, Soledade, Canela e Bento Gonçalves.

 A capital Porto Alegre teve 564 milímetros de chuvas, quase cinco vezes acima do normal.

O documento diz que, segundo o Inmet, Caxias do Sul, Santa Maria, Bom Jesus e Porto Alegre, tiveram o maio mais chuvoso desde 1961.

 Já em Veranópolis, foi o mês mais com mais chuvas de acordo com os registros da cidade, que começaram em 1956.

 As chuvas e inundações que devastaram o Rio Grande do Sul atingiram 478 municípios e mataram 176 pessoas, segundo a Defesa Civil gaúcha.

Publicado em 18/06/2024 – 16:04 Por Gabriel Brum – repórter da Rádio Nacional – Brasília

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.