HMCC. Fonte: FSFX

Em abril, a Fundação São Francisco Xavier (FSFX) celebra oito anos de gestão do Hospital Municipal Carlos Chagas (HMCC). A unidade é referência para 225 mil habitantes, dos 13 municípios da microrregião, destinado exclusivamente a pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). Em termos de assistência, no último ano, atendeu mais de 27 mil pacientes nas áreas de média complexidade, ambulatório, internação, Unidade de Terapia Intensiva (UTI), centro cirúrgico, tratamentos de hemodiálise de agudos e serviços de diagnósticos.

O HMCC disponibiliza 105 leitos, responsável por 55% das internações em Itabira, e abrange também pacientes das regiões vizinhas. Uma das principais características da gestão da FSFX é a assistência humanizada. Uma pesquisa interna realizada em 2023 apontou que 84% dos entrevistados, estão satisfeitos com o atendimento recebido na unidade, alcançando números superiores a instituições de saúde em grandes centros. Os resultados alcançados nestes oito anos refletem a excelência do trabalho realizado pela equipe da FSFX.

Sala de Hidratação do HMCC

A parceria nestes oito anos registrou 34 mil internações. O HMCC é, ainda, referência no incentivo ao parto normal visando o bem-estar materno e infantil. Durante a gestão da FSFX, o hospital realizou mais de 8.800 partos, sendo que mais de 56% foram partos normais. Em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a unidade realiza ações que buscam ampliar o conhecimento das gestantes para os benefícios do parto natural, através do Programa de Humanização do Pré-Natal e Nascimento.

Atendimento do Laboratório do HMCC

O projeto visa a educação e orientações abrangentes às gestantes e seus familiares sobre a importância do pré-natal, parto seguro, amamentação, cuidados com o recém-nascido, medicação, prevenção de doenças, entre outros temas pertinentes. Na maternidade do HMCC, as mães e pais recebem informações e encaminhamentos necessários para fazer, com os recém-nascidos, os testes do coraçãozinho, olhinho, orelhinha e pezinho, realizados na própria unidade,. Só nesse período, foram realizados 8.487 testes da orelhinha.

Parte da equipe do HMCC. Foto Arquivo

A partir de 2023, o HMCC passou a realizar o exame bera (avaliação da integridade funcional do nervo auditivo) em recém-nascidos que fazem o teste da orelhinha. O procedimento é indicado em casos de risco de perda auditiva e em condições genéticas como Síndrome de Down. Nestes anos de gestão da FSFX, ocorreram mais de 17.361 cirurgias, entre elas o primeiro procedimento por vídeo, na retirada da vesícula. A intervenção evasiva foi realizada em uma criança de cinco anos, por meio do mutirão infantil, que acontece quinzenalmente.

Guichês da recepção do HMCC

Segundo Luciana Soares, gerente do HMCC, os mutirões são realizados para reduzir as filas de espera por cirurgias. Em 2022, em parceria com a SMS foi realizado de forma inédita o mutirão de ginecologia. A iniciativa alcançou mais de 50 procedimentos, todos pelo SUS, em mulheres que aguardavam por procedimentos ginecológicos há anos. Além disso, o HMCC executou pela primeira vez, no último ano, cirurgias de artroplastia de quadril e duas cirurgias inéditas de implante de prótese peniana e próstata.

Para o ano de 2024, planeja continuar com o projeto e atender pacientes que estão na fila de espera para diversos procedimentos. A expectativa do HMCC e do município é que a instituição se torne ainda mais resolutiva nos procedimentos de baixa e média complexidade, reduzindo a busca pela assistência em Belo Horizonte, já que a capital não tem conseguido absorver, em tempo hábil, as demandas. Criada há 54 anos, a FSFX é uma entidade beneficente de assistência social, reconhecida pelo Ministério da Saúde (MS).

Reportagem: Euclides Éder

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.

Solverwp- WordPress Theme and Plugin