Está chegando a maior festa popular do Brasil. O clima carnavalesco já toma conta de várias cidades de Minas Gerais, especialmente com ensaios de blocos e festas de pré-carnaval. Por isso, a Companhia Energética do Estado de Minas Gerais, a CEMIG, preparou algumas dicas para que os foliões festejem com alegria, mas evitando acidentes com a rede elétrica. O engenheiro de segurança do trabalho, Francis Nascimento, alerta que os responsáveis por planejar os eventos de carnaval devem ficar atentos aos riscos de choque elétrico.

“O carnaval está chegando momento de alegria de folia e festa porém precisamos de ter certos cuidados com a energia elétrica para que não ocorra acidentes nesse momento. Nunca utilizar da rede da CEMIG para fixar ornamentos. Sempre mantenha uma distância de um metro e meio em relação à rede elétrica da CEMIG. Não utilize serpentinas metálicas ou qualquer objeto que possa ocasionar acidentes com a rede elétrica. Nos trios elétricos, muito cuidado ao utilizar pau de selfies e também não eleve cabos de energia elétrica. Somente funcionários da CEMIG podem manusear equipamentos da rede elétrica para que não ocorram acidentes. No caso de ocorrência, com fio partido, mantenha a distância de segurança e ligue para a CEMIG através do 116.”

As decorações e alegorias carnavalescas merecem atenção. Elas não devem ser fixadas em postes ou em redes elétricas. Os adereços, bandeiras e até bandeirolas devem observar a distância de um metro e meio de distância em relação às redes de distribuição de energia. Elétrica. Outra recomendação importante é que as pessoas jamais devem se aproximar dos fios que podem estar desprendidos no chão. Em caso de perigo ocidente, a população deve acionar gratuitamente o Corpo de Bombeiros ou a Polícia Militar através dos números 193 e 190, que são tridígitos gratuitos. Em anos anteriores, já houve registros de blocos carnavalescos em cidades mineiras que chegaram a contratar profissionais para levantar fios da rede elétrica e também de telefonia e TV a cabo para que os trios trafegassem em algumas ruas. Esse procedimento, além de criminoso, é totalmente inadequado e pode causar acidentes graves também com a rede elétrica. É comum que pessoas se reunam em casa, sítios e outros ambientes para festejar. Contudo, até mesmo em ambientes mais caseiros, os riscos de choques elétricos estão presentes, como por exemplo, com aparelhos de som, refrigeração e até churrasqueiras elétricas. Em Minas Gerais, a Lei nº 20.374 proíbe a produção-venda e uso de serpentinas metálicas e seus similares. O estabelecimento comercial que descumprir a lei, além de ferir o Código de Defesa do Consumidor, pode ter que pagar multa, que pode dobrar em caso de reincidência. Há outras situações que merecem alerta. É um acidente de carro em que haja derrubada de cabos de energia na lataria ou no entorno. As pessoas devem se manter calmas e evitar deixar o veículo mais rápido possível, porque o mais seguro é permanecer dentro do carro até que o socorro especializado chegue ao local.

Reportagem: Euclides Éder

Ouça completa:

Deixe comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos necessários são marcados com *.